Uma nova colaboradora do Vox Media: Mariella Augusta

Dando início a um processo de renovação e alargamento do quadro de investigadores do Vox Media, publicamos hoje o primeiro post de Mariella Augusta, cuja apresentação pode ser visitada aqui. Dadas as suas áreas de competência, que vão do Direito à Literatura e à Música, é fácil perceber que esta colaboradora que nos chega do Brasil contribuirá decisivamente para o novo impulso que o projeto receberá nos próximos meses e de que iremos dando notícias.

Mariella Augusta

Mariella Augusta, bacharel em direito, mestre e doutora, respectivamente, em literatura brasileira (Machado de Assis) e portuguesa (Fernando Pessoa), pela FFLCH-USP. Possui pós-doutorado em teoria literária pelo IEL-UNICAMP. Atualmente, realiza seu pós-doutorado em literatura inglesa (Shakespeare) pela FFLCH-USP. Colabora com o Jornal Folha de São Paulo. Desenvolve trabalhos interartísticos (literatura, música erudita e cinema) em teatros e centros culturais pelo Brasil. Publicou artigos em revistas de literatura, filosofia e política no Brasil e em Portugal. Escreve contos.

Nuno Meireles

Nuno Meireles é licenciado em Estudos Teatrais pela ESMAE-IPP, docente no Curso de Teatro da ESAP e no Curso de Animação e Produção Artística da ESE-IPB. Estreou-se como ator na Expo 98 com o Teatro de Marionetas do Porto. Desde então, colaborou como ator com A Escola da Noite, Seiva Trupe e Teatro Maizum, entre outros. Estudou Biomecânica Teatral de Meyerhold com Gennadi Bogdanov e dirige o Teatro do Filósofo com o Parvo atado ao pé, de exploração de textos de Gil Vicente. Tem desenvolvido atividades de poesia dita, em especial de Fernando Pessoa, de quem encenou e recitou múltiplos textos, de “Tabacaria” à “Mensagem”. Destaca-se “125 poemas nos 125 anos de Fernando Pessoa”, maratona poética nas livrarias da cidade do Porto. Atualmente é estudante do Doutoramento FCT em Materialidades da Literatura da FLUC, procurando investigar a voz em registos videográficos do teatro de Gil Vicente.

 

Documentos disponíveis em voxmedia.uc.pt:

Felipe Cussen

IMG_2704Felipe Cussen es doctor en Humanidades por la Universitat Pompeu Fabra e investigador del Instituto de Estudios Avanzados de la Universidad de Santiago de Chile. Sus investigaciones se sitúan en la literatura comparada, especialmente la literatura experimental, las relaciones entre poesía y música, y la mística. Actualmente dirige el proyecto Fondecyt “Poéticas negativas”. Colabora con el músico Richi Tunacola en el dúo Cussen & Luna, pertenece al Foro de Escritores y Collective Task. En los últimos años ha publicado el disco “quick faith” (records without records, 2015), los libros Explicit Content (Gauss PDF, 2015), Closed Caption (Gauss PDF, 2016), Regional Restrictions (Gauss PDF, 2017) y Letras (Gegen, 2017), y el proyecto Correcciones (Information as Material, 2016), que pueden descargarse gratuitamente.

Tiago Schwäbl

ts_375Tiago Schwäbl Natural de Coimbra (1985), passou parte da infância e juventude na Ilha Terceira, Açores. Concluiu o 7º grau de piano no Conservatório de Música do Porto e a Licenciatura em Flauta Transversal na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo (ESMAE) do Porto, onde colaborou com as classes de composição e percussão em projetos de música contemporânea e improvisação, estreando obras de Nuno Jacinto, Duarte Dinis Silva e Nuno Peixoto de Pinho (Festival Música Viva 2007 e 2010 – MisoMusic). Iniciou o Mestrado em Poesia e Poética na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, e concretizou a performance conjunta ‘Os Sons It(n)rantes’ no Teatro da Cerca de S. Bernardo (Set 2010), prosseguindo como estudante Erasmus na Freie Universität Berlin, numa estadia que se alongou, participando em vários projetos de música contemporânea e teatro-dança (Compagnie ZwischenWort), em experiências de som, traço e movimento.

Tiago Schwäbl was born in Coimbra (1985) and grew up in Terceira Island in The Azores. He completed 7th Grade in piano at the Conservatório de Música do Porto and graduated in flute at the ESMAE, Porto. He worked in collaboration with the Departments of Percussion and Composition, and was involved in various improvisation concerts and “New Music”, such as the Festival Música Viva (2007, 2010), where works by Duarte Dinis Silva and Nuno Peixoto de Pinho were premiered. He began his Masters Degree in Poetry and Poetics at the University of Coimbra in 2009 – and presented a performance of ‘Os Sons It(n)rantes’ in 2010. He continued his studies at the Freie Universität Berlin as an Erasmus Student and stayed in the city to participate in contemporary music and theatre-dance projects (Compagnie ZwischenWort) working in the areas of sound, (out)lines and movement.

Tiago Schwäbl. 1985 in Coimbra (Portugal) geboren und auf den Azoreninseln aufgewachsen. Studierte Querflöte an der Hochschule für Musik und darstellende Kunst (ESMAE) in Porto, Portugal, und besuchte auch die Klavierklasse an der Staatlichen Musikschule. Spielte regelmässig mit der Komposition- und Schlagzeugsklasse bei Aufführungen neuer Musik, zu Festspielen wie “Festival Música Viva” (2007, 2010). Uraufführungen der Werke von Duarte Dinis Silva, Nuno Jacinto und Nuno Peixoto de Pinho. Begann den Master in Poesie und Poetik an der Universidade de Coimbra – es entstand die Performance ‘Os Sons It(n)rantes’ (2010). Folgte dann als Erasmusstudent an die FU- Berlin. Wohnte weiter in Berlin, und nahm bei verschiedenen Projekten neuer Musik und Tanztheater (Compagnie ZwischenWort) teil, auf der Suche nach Klang, Zeichen und Bewegung.

Documentos disponíveis em voxmedia.uc.pt:

Nuno Miguel Neves

Nuno Miguel Neves nasceu em Setúbal. É doutorado em Materialidades da Literatura e foi bolseiro (2013-2017) da FCT no programa de doutoramento em Materialidades da Literatura, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.É também licenciado em Antropologia, área social e cultural, pela Universidade de Coimbra e tem uma Especialização em Estudos Artísticos pela mesma Universidade. É membro d’A Equi – microcolectivomusculopoetico – que, para além da participação regular no Poetry Slam Coimbra e quase-performances um pouco por toda a parte, publicou, em 2013, a colectânea de textos de reclusos do Estabelecimento Prisional de Coimbra, intitulada “Poesia há. Solta!”.  Os seus interesses centram-se sobretudo nas questões da Voz, poesia sonora, ruído e movimentos de vanguarda.

Nuno Miguel Neves was born in Setúbal. He has a doctorate in Materialities of Literature and was an FCT doctoral fellow (2013-2017) in the PhD Program in Materialities of Literature at the School of Arts and Humanities at the University of Coimbra. He holds a degree in Social and Cultural Anthropology, by the University of Coimbra and has a postgraduate diploma in Art Studies from the same university. He is a member of A Equi – microcolectivomusculopoetico – which, in addition to regular participation in the Coimbra Poetry Slam and other quasi-performances elsewhere, has published a collection of texts by inamates of Coimbra prison titled “Poesia há. Solta!”.  His research interests focus mainly on issues of voice, sound poetry, noise, and avant-garde movements.

E-mail: nunomiguelvasco[at]gmail.com

Documentos disponíveis em voxmedia.uc.pt:

José Geraldo

jg_375José Geraldo nasceu em 1960. Cresceu em Aveiro. Vive em Coimbra desde os 18 anos. É advogado, mas não exerce. É profissional de teatro desde 1983: encenador, autor e actor. Também se dedica à narração oral. E, por vezes, à música. Desde 1995 que é assistente convidado no Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro. Tem um mestrado em Texto Dramático Europeu (O texto e o contexto na escrita de Sir Politik Would-be, Universidade do Porto, 2007) e pós-graduações em Estudos de Teatro e em Bibliotecas e Centros de Documentação. Tem pouca obra publicada, mas bastante obra representada (várias dezenas de textos dramáticos, canções e afins) e até já ganhou um prémio literário. É director da Camaleão – Associação Cultural (pequena companhia profissional, sediada em Coimbra, que se dedica sobretudo ao teatro e à narração oral) e membro activo da Mafia – Federação Cultural de Coimbra. Doutorou-se em Materialidades da Literatura pela Universidade de Coimbra com a tese Registos sonoros de interpretação poética: análise dos modos de dizer poesia em Portugal, a partir das gravações em disco (2015 [04-03-2016]).

José Geraldo was born in 1960, and he lived in Aveiro until he was 18, when he moved to Coimbra. He is a lawyer, but he does not practice law. He has been a theatre professional since 1983, as director, playwright, and actor. He also performs oral narration. And sometimes music. He has been a lecturer at the Department of Communication and Art, University of Aveiro, since 1995. He holds an MA in European Dramatic Text (O texto e o contexto na escrita de Sir Politik Would-be, Porto University, 2007) and he has postgraduate diplomas in Theatre Studies and in Libraries and Documentation. Few of his texts have been published, but many have been staged (plays, songs, and other performative works), and he has even won a literary prize. He is director of Camaleão–Associação Cultural (a small professional company, based in Coimbra, which engages mainly in theatre and in storytelling), and he is an active member of Mafia–Federação Cultural de Coimbra. He received his PhD from the University of Coimbra with the thesis Registos sonoros de interpretação poética: análise dos modos de dizer poesia em Portugal, a partir das gravações em disco (2015 [04-03-2016]).

 

Documentos disponíveis em voxmedia.uc.pt:

Pedro Serra

ps_375Pedro Serra (1969) é Mestre em Estudos Portugueses e Ingleses pela Universidade Nova de Lisboa e Doutor em Filologia pela Universidade de Salamanca. Professor Titular da Universidade de Salamanca, Departamento de Filologia Moderna, onde é docente responsável sobretudo por cadeiras de literatura portuguesa. Os seus âmbitos de ensino incluem, ainda, o barroco em Portugal e a poesia portuguesa contemporânea. As matérias de investigação que tem privilegiado centram-se na poesia e no romance portugueses contemporâneos, especialmente nas obras de Ruy Belo, António Franco Alexandre e Carlos de Oliveira. Os seus interesses actuais de investigação incluem ainda a poesia e romance brasileiros, galegos e espanhóis contemporâneos. É investigador do Seminario Discurso Legitimación Memoria (Universidade de Salamanca) e do Centro de Literatura Portuguesa (Universidade de Coimbra). Coordenador desde 2007 do curso de doutoramento em Filologia Moderna e, a partir de 2008, subdirector do Departamento de Filologia Moderna da Universidade de Salamanca, onde coordena ainda a licenciatura em Estudos Portugueses e Brasileiros.

Pedro Serra (1969) holds an M.A. in Portuguese and English Studies from the Universidade Nova de Lisboa (Portugal) and a PhD. in Philology from the University of Salamanca (1997). He is Associate Professor at the University of Salamanca, Department of Modern Philology, where he teaches primarily portuguese literature. In addition, his teaching fields include baroque portuguese literature and contemporary portuguese poetry. His broader research interests cover the study of contemporary portuguese poetry and novel. His more specific interests center on Ruy Belo, António Franco Alexandre and Carlos de Oliveira. Current research topics focus as well on contemporary Brazilian, Galician and Spanish poetry and novel. He is a researcher of the Seminario Discurso, Legitimación y Memoria (University of Salamanca), and of the Centro de Literatura Portuguesa (University of Coimbra). He serves as vice-director of the Department of Modern Philology since 2008, where he coordinates the Modern Philology PhD Program since 2007 and the Portuguese and Brazilian Studies BA Program.

1. O Hissope. Poema Herói-Cómico, edição crítica em colaboração com Ana María García Martín, Coimbra, Angelus Novus, 2006.
2. Romance & Filologia. Almeida Garrett, Eça de Queirós e Carlos de Oliveira, São Paulo, Nankin, 2004.
3. Orientalismo, de Edward W. Saïd, trad. de Pedro Serra, Lisboa, Cotovia, 2003.
4. Um Nome Para Isto. Leituras da Poesia de Ruy Belo, Coimbra, Angelus Novus, 2003.
5. Século de Ouro. Antologia Crítica da Poesia Portuguesa Contemporânea, org. em colaboração com Osvaldo M. Silvestre, Lisboa-Coimbra, Cotovia-Angelus Novus, 2002.

E-mail: pedroserra[at]telefonica.net

Documentos disponíveis em voxmedia.uc.pt:

 

 

Osvaldo Manuel Silvestre

Osvaldo Manuel Silvestre é professor do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da FLUC. Atualmente é diretor do mesmo Departamento. Tem leccionado cadeiras nas licenciaturas em Línguas e Literaturas Modernas e Estudos Portugueses e Lusófonos, na área da Teoria da Literatura, em que se doutorou, e ainda na licenciatura em Estudos Artísticos (Estética, Arte e Multimédia, Introdução aos Novos Média, Análise de Filmes). Leccionou ainda, no actual Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra, uma cadeira opcional de Antropologia e Literatura, em co-regência com Luís Quintais. Na pós-graduação leccionou cadeiras de Teoria da Literatura e de Literatura de Língua Espanhola (um curso sobre «Os Mundos de Borges»). Dirigiu a licenciatura de Estudos Portugueses e Lusófonos entre 2006 e 2009. Publicou ensaios e livros sobre questões de teoria, estética, literaturas de língua portuguesa, literatura comparada, artes e crítica cultural. É membro do Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra.

Osvaldo Manuel Silvestre teaches in the Department of Languages, Literatures, and Cultures at the Faculty of Arts, University of Coimbra. He holds a Ph.D. in Literary Theory from the University of Coimbra. He has taught courses in the Modern Languages and Portuguese and Lusophone Studies BA Programs. He has also taught in the Art Studies Program (Aesthetics, Art and Multimedia, Introduction to New Media, Film Analysis). In collaboration with Luís Quintais, he has taught a course on «Anthropology and Literature» in the Department of Life Sciences at the University of Coimbra. At post-graduate level he has taught courses on Literary Theory and on Spanish Language Literature («The Worlds of Borges»). He was coordinator of the Portuguese and Lusophone Studies Program between 2006 and 2009. He has published articles and books on theory, aesthetics, Portuguese language literatures, comparative literature, contemporary art, and cultural criticism. He is a member of the Centre for Portuguese Literature at the University of Coimbra.

1. Organização, com Pedro Serra, do volume Século de Ouro. Antologia Crítica da Poesia Portuguesa, Coimbra-Lisboa, Angelus Novus-Cotovia, 2002.
2. «Pai Tardio. Ou de como Cesariny inventou Pascoaes», in Teixeira de Pascoaes. Obra Plástica, Famalicão, Fundação Cupertino de Miranda, 2003.
3. Seria uma rima, não seria uma solução. A poesia modernista, Organização, Selecção e Introdução, com Abel Barros Baptista, Curso Breve de Literatura Brasileira, nº 4, Lisboa, Livros Cotovia, 2005.
4. «A minha pátria é a língua portuguesa (desde que a língua seja a minha)», in O Trabalho da Teoria. Colóquio em homenagem a Vítor Aguiar e Silva, Ponta Delgada: Universidade dos Açores, 2008.
5. «Modernismo» e «Vanguarda», verbetes no Dicionário de Fernando Pessoa e do Modernismo Português, Coordenação de Fernando Cabral Martins, Lisboa, Caminho, 2008.

E-mail: oms.fluc[at]gmail.com

Documentos disponíveis em voxmedia.uc.pt:

Fernando Matos Oliveira

fmoFernando Matos Oliveira é Professor Auxiliar do Departamento de História, Estudos Europeus, Arqueologia e Artes da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, onde integra a ‘Secção de Artes’. Tem lecionado sobretudo no Curso de Estudos Artísticos, sendo atualmente coordenador do Doutoramento em Estudos Artisticos. É membro integrado do Centro de Estudos Interdisciplinares do Séc. XX (CEIS20). Principais áreas de interesse: Teorias do Teatro e da Performatividade; Estudos Teatrais e Performativos; Literatura Portuguesa Moderna e Contemporânea.

É Diretor do Teatro Académico de Gil Vicente (2011-). Coordena o Centro de Dramaturgia Contemporânea (2012-) e o blog Crítica Hoje (2013-), associado à cadeira de Crítica Teatral / Curso de Estudos Artísticos.

Doutorado em Literatura Portuguesa, tem publicado ensaios sobre teatro, performance, narrativa e poesia. É autor de O Destino da Mimese e a Voz do Palco: O Teatro Português Moderno (Angelus Novus, 1997), Teatralidades. 12 Percursos pelo Território do Espectáculo (Angelus Novus, 2003) e de Poesia e Metromania. Inscrições Setecentistas (1750-1820) (Diss. Doutoramento, 2008). Organizou e editou a Antologia Poética (Angelus Novus, 1998) e os Escritos sobre Teatro (Cotovia, 2001) de António Pedro, poeta associado ao surrealismo em Portugal e à fundação do Teatro Experimental do Porto (1953). Coordenou o Nº 4 da revista Sinais de Cena e, juntamente com Maria Helena Santana, dois volumes de ensaios sobre a cultura melodramática na época moderna e contemporânea, projecto que decorreu no âmbito do Centro de Literatura Portuguesa da FLUC (O Melodrama I, Centro de Literatura Portuguesa, 1996). Coordena presentemente o projeto Conceitos e Dispositivos de Criação em Artes Performativas (apoios DGArtes, TAGV e CEIS20, 2015-16).

E-mail: fmatos[at]fl.uc.pt

Documentos disponíveis em voxmedia.uc.pt: